Arquivo de julho, 2012

1.Hunted Dog 03:28
2.Sculptures 02:01
3.Girl From Planet Monday 01:57
4.Holy Island 03:32
5.This Is Over 04:47
6.Wake 02:03

Download / Facebook

All Songs Written and Produced by The Saturday Tea
Recorded in Warsaw, 2011.

Released 21 April 2012
Recorded by Nut Cane
Mixed by Michał Kupicz
Mastered by Carl Saff at Saff MasteringPhotography by Michał Dąbrowski
Cover design by John Rabies

1. Happy (When You Lived Here)

2. About Your Life

3. That’s The Way

4. The Winter Song

Download

Após dois anos de espera desde o lançamento do elogiadíssimo “Shooting Star”, o Pale Sunday de Luiz Gustavo (baixo e vocais), Sineval (guitarra), Tiago Fuzz (guitarra e sintetizador) e AZ (bateria e vocais) nos brinda com mais uma pérola de total relevância para o mundo dos bons sons com o mais novo EP de quatro faixas intitulado “The Fake Stories About You And Me”.  O novo trabalho tem lançamento via Matinée Recordings e segue firme sua sua verve Twee-pop, C86 e indie-pop características do quarteto, exalando influências diretas de Teenage Fanclub, The Vaselines e Belle And Sebastian através de canções melancólicas em harmonias totalmente envolventes. “The Fake Stories About You And Me” é um exercício eficaz para o alívio da mente e coração. A trilha sonora perfeita para esquecer o caos e a correria sempre presentes na vida urbana moderna.

Email: palesundayband@gmail.com

Website: palesundayband.com

Facebook: facebook.com/palesundayband

Myspace: myspace.com/palesundayband

Soundcloud: soundcloud.com/palesunday

Videoclipe da banda gaúcha Transmission para a música “Although I Wish”. segunda faixa do EP “Endless”, trabalho mais recente e lançado no ano de 2010. Filmado em Super8, utilizando Kodak Tri-X 400 com produção e direção de Richard La Rosa ( Loomer), o vídeo traz imagens da banda gravadas entre 2007 e 2008 e que por razões maiores só vieram a tona agora. “Although I Wish” é um belo e intimista registro para uma canção de beleza e urgência arrebatadoras.

Saiba mais sobre a Transmission:

Facebook

Trama Virtual

Myspace

1. Nueva Ola 9:04
2. Nothing To Say 7:05
3. The Last Drop 4:55
4. Madripoor 3:38
5. Kommune I 23:33

Download

O quarteto Serpentina Satelite foi formada no final de 2003, em Lima, Peru. Sua música cria atmosferas altamente ácidas em torno das diversas influências sonoras, explorando as órbitas mais non-sense do space-kraut-rock, avantgarde, stoner e psicodelia. “Nothing To Say”, lançado  em 2008 exala em 5 canções  ligações diretas a nomes como Ash Ra Temple, Hawkwind, Amon Düll II e é o segundo disco da banda composta por Aldo Castillejos, Flavio Castillejos, Felix Dextre,  Dolmo e Renato Gomez. Ouça também “Long Play”, de 2004 e “Mecanica Celeste”, de 2010, ambas obras essenciais.

“Self-Titled” (2012)

1. BFD 04:23
2. Upsurd 04:45
3. The Road to Lees 03:48
4. Human Factor 02:35
5. Orion 02:36
6. Outside 04:17
7. Rotation 04:18
8. Risky 03:23
9. NIMBY 05:18
10. River Town 03:14
11. Talk to Her 03:46
12. J.S. Bach 04:53

Download

“Antigravity” (2012)

1. Lama 05:00
2. Micro Macro 03:34
3. Back to You 02:52
4. Kiev 03:33
5. Live and Let Die 04:59
6. Colors 03:38
7. Photographer 03:36
8. Beautiful Moment 02:33
9. Autumnmania 02:51
10. Balkanofellini 02:48
11. Titry 02:13
12. 1+1=3 04:15

Download

Ummagma é um duo canadense/ucraniano, que consiste em Alexx Kretov (composição, instrumentos, arranjos, gravação, vocal) e  Shauna McLarnon (vocal, composição, letras) proposto no ano de 2003 em Moscou através de um affair entre amor e música que ultrapassou fronteiras. Passados alguns anos, neste último dia 12 de julho a banda realizou o fato inusitado de optar pelo lançamento simultâneo de dois full-lenghts de estréia separadamente, brindando ao mundo duas obras de qualidade e beleza sublimes.  “Ummagma”, o auto-intitulado álbum e “Antigravity” apesar de separados funcionam ciclicamente como um todo, alterando entre canções arrastadas e melancólicas a melodias mais  pulsantes, elevando a alma através de suas soundscapes intensas e acolhedoras.  Uma estréia duplamente bem dosada entre electronica, ethereal, ambient, post-punk, new wave, dream pop e shoegaze onde os sentidos e as emoções florescem livremente entre as notas a cada canção.

Facebook / Twitter / Reverbnation

All songs written, arranged, and performed by Alexander Kretov and Shauna McLarnon

Alexander Kretov – all instruments, vocals, composition, arrangement.
Shauna McLarnon – lyrics, vocals, arrangement.

Guitar on “Live and Let Die” by Roma Kalitkin (Moscow).

Recorded, produced, mixed and mastered by Alexander Kretov.

1.”Snakes & Ladders” – 3:58
2.”Hiena” – 3:14
3.”Wall Branco” – 4:10
4″Séance” – 5:00
5.”Δ (A)” – 6:08
6.”Memória Perdida” – 5:27
7.”A Lei de Fuga” – 6:08
8.”Ausência” – 6:30

Download

“Absence” é o terceiro e último disco da banda australiana Snowman, lançado no dia 3 de Junho de 2011 através do Dot Dash Recordings. O álbum foi produzido pela própria banda e por Aaron Cupples (The Drones, Dan kelly, Paul Kelly) em diversos locais de Londres. Após o lançamento do álbum a banda anunciou sua separação. O Snowman foi um quarteto de ambient/tribal/noise baseado em Londres e originalmente surgido em Perth, na Austrália, em 2002 e formado por Joseph McKee, Aditya Citawarman, Olga Sigurthorsdottir e Ross Di Blasio.  Diferentemente de seu barulhento e elogiadíssimo antecessor “The Horse, The Rat and the Swan”, de 2008,  em “Absence” a sonoridade segue uma linha ainda mais introspectiva, carregada em ambiências e vocais etéreos, seguidas das características melodias tribais ameaçadoras sempre presentes na excelência de seus trabalhos. Uma banda que fará muita falta mas que encerra suas atividades com com chaves de ouro.

 

1 Vitre 5:00
2 Mara 2:41
3 Motherfucker 8:16
4 Takemura 3:30
5 Basses 3:41
6 Piano 4:01
7 Pleasure 6:27

Download / Myspace

Label: Dead Sailor Muzic – DSM#7
Format: CD, Album
Country: Poland
Released: 2008

Bass Guitar, Other [Laptop] – Irek Swoboda
Guitar, Vocals – Tomasz Swoboda
Mixed By – Marcin Dymiter

1.STATIC INFORMATION 04:12
2.FOREVER 04:13
3.LOOKOUT 04:59
4.MOUNTAIN 06:21
5.A PART OF YOU 06:28
6.STONES THROW 04:45
7.WINDING 03:14
8.MAGNIFY 04:26
9.ALL YOU KNOW 03:55
10.ON THE BREEZE 04:01

Download

Terceiro registro deste trio de Melbourne, Austrália gravado em 8 de Novembro no Bear Creek Studios em Seattle com o produtor Ryan Hadlock (Redhead Gossip, Blonde, Steve Malkmus entre muitos outros). “Nowhere Forever”, parece ter atingido o equilíbrio perfeito, juntando elementos dos primórdios instrumentais contidos em “The Target Is You”, de 2003 e e do minimalismo post-punk  anexado a ousadia do vocais introduzidos em “Mozaic”, de 2007. “Nowhere Forever” é a soma da experiência e sinergia presentes entre Antonia Sellbach, Luke Horton e Monika Fikerle em um disco onde a profundidade e a sensibilidade, junto as camadas de guitarras e o senso de urgência melódica que beiram a perfeição tornam esta uma obra totalmente essencial para qualquer fã de uma boa fusão entre post-punk, indie-rock e shoegaze.

1 Cut-Half 0:10
2 Get In There, Frank! 2:47
3 Angora 3:32
4 Hold It Close 2:12
5 Conflictaholic 4:34
6 I’ve Got A Truck. 5:05
7 Slonko 4:07
8 Speed Animal 3:22
9 Bastard 4:31
10 Datsum 100A 2:10
11a Dog Song 6:12
11b Log Jam

Download

Artwork By [Creatures On Back Cover] – Kaija Pöllänen
Mastered By – Minerva Pappi
Photography – Nea Helasto
Recorded By – Steve Albini

Recorded at Electrical Audio in Chicago, IM on March 7th-9th 2007.
Mastered at Finnvox in Helsinki, Finland on April 2nd 2007.

After “Dog Song,” there is about 2 1/2 minutes of silence before “Log Jam” begins.

01 Amor As Putas
02 Prelúdio De Um Parto Prematuro
03 O Grande Mofo
04 Max Demian

Download

Explosões sonoras de densidade e efeitos caóticos, nillismo bruto e urgência total em quatro canções elétricas ao extremo que exploram todas as emoções perturbadoras e ruidosas que assombram a mente deste trio, transformando-as em verdadeiras bombas dissonantes carregadas de angústia e lirismo sujo. A Iansã surgiu na cidade de Sorocaba/SP, berço de algumas das bandas mais bacanas do país, em meados de 2009 e conta atualmente em sua formação com Mandi Naughton, Mariana Rodriguez e Marco Ruiz. “Yo Tengo Ilusiones” é a estréia da banda, lançado em 2010 e que aposta nas vertentes mais ruidosas da música como ponto alto e central de suas composições, acumulando influências no-wave, avant-garde, noise, grunge e post-punk e que podem ser notadas ao longo do EP. Em uma época onde o indie-rock no Brasil é atualmente assimilado a “bundamolisse” e canções fofinhas de bandas inexpressivas a Insã surge como um divisor de águas com seu culto massivo de guitarras espásmicas e ritmos pungentes, letras desconcertantes e perturbadoras, neste verdadeiro caldeirão de efeito extasiante e fantasmagórico. Uma estréia onde a beleza e o caos fundem-se incontestavelmente bem. Extremamente obrigatório!!!