Arquivo da categoria ‘Post-Punk’

diehaut-b5f2

01 Stow-A-Way 7:14
02 Tokyo Express 2:57
03 Truck Love 3:51
04 The Victory 3:43
05 Pleasure Is The Boss 3:50
06 Dumb Europe 6:30
07 This Flame Will Never Die 1:18

Torrent

Por Al Schenkel

Burnin’ The Ice, lançado em 1983 via Paradoxx Records foi o primeiro disco cheio da banda de post-punk/rock-experimental Die Haut (A Pele). Formada inicialmente como um quarteto e mantida em grande parte como instrumental, a banda traria algumas participações vocais ilustríssimas em alguns de seus registros, como Lydia Lunch, Anita Lane, Debbie Harry, Mick Harvey, Jeffrey Lee Pierce, Blixa Bargeld, Alexander Hacke, Arto Lindsay, Kim Gordon, Cristina Martinez, Laurie Tomin e Alan Vega entre outros.

Em Burnin’ The Ice, quem assina a autoria de quatro das sete faixas e empresta a voz para as mesmas é Nick Cave, personalidade esta que dispensa maiores formalidades e apresentações. Gravado seis meses antes da ruptura do The Birthday Party, Cave também foi responsável pela mixagem do álbum. E como de praxe, a intensidade habitual de Cave acentua e dá maior vazão a verve experimental e angular ao lado de Christoph Dreher (único membro constante) e seus asseclas nesta obra magnífica, obscura e injustamente esquecida no tempo. 9/10

kiergard

01.Enten-Eller 3:54

Download / Facebook

Por Al Schenkel

Como um feixe de luz esperançoso lançado sob a raquítica e anêmica cena autoral de Criciúma / SC, a Kiergard — adaptação livre sob o nome do filósofo e teólogo dinamarquês, Søren Kierkegaard — pariu em 15 de fevereiro deste ano seu primeiro rebento, o single Enten – Eller — nome também ligado ao autor, em referência à obra homônima e publicada em 1843.

Com a utilização de um sampler de Stalin em referência a um discurso proferido pelo mesmo ao final da 2ª Guerra Mundial mas sem tomar partido político algum, Enten – Eller surge numa soundscape crescente de urgência e melancolia, desfilando vocais em segundo plano, guitarras e baixo com fortes dosagens de delay e reverb e uma bateria sempre certeira e bem estruturada. A sonoridade alude aos gêneros shoegaze, post-punk, post-rock e rock alternativo dos anos 90 e de bandas contemporâneas.

Com produção, gravação, mixagem e masterização da própria banda, a Kierkard traz em sua formação Ticão Canella (guitarra), Beatriz Toledo (guitarra/voz), Mauro Fabian (baixo) e Ramon Macedo (Bateria). A arte da capa traz assinatura de Mauro.

Enten – Eller pode ser baixada gratuitamente ou no esquema “name your price” através do bandcamp oficial da Kiergard. E logo abaixo você poderá conferir uma pequena entrevista feita com Mauro Fabian, membro fundador, baixista e um dos compositores da banda. 

01.Conte-nos um pouco sobre o início da banda. Quais os propósitos, influências e sobre como a ideia de montar a Kiergard surgiu.
Não me recordo muito bem de ‘quais carnavais’ conheço a Beatriz, porém desde que nos conhecemos houve uma grande vontade de criar um projeto juntos, geralmente impossibilitado pelos compromissos com outras bandas naquela época. Há um ano atrás (ou quase um, não sei dizer ao certo), conseguimos um baterista e foram acontecendo alguns ensaios despretensiosos. Entre um cover e outro, conseguíamos tirar algumas jams bem interessantes e foram essas jams que incentivaram a nossa vontade de nos expressar com a nossa própria arte. Aos poucos fomos “abolindo” os covers dos nossos ensaios e focando cada vez mais nas jams, até eliminar completamente os covers do nosso repertório.
Passamos por algumas formações até chegar na atual mas posso afirmar que esta é a formação que é mais madura e consistente naquilo que entendemos como música.
Nossas influências passeiam por caminhos bem diferentes. Vamos do shoegaze, post-rock e rock progressivo ao HC e até mesmo ao doom metal. O mais interessante é que, na minha opinião, todas essas influências agem de uma forma meio simbiótica, aonde tu não consegue definir exatamente o que a Kiergard é mas tu sabe que há um pouco de tudo isso nela.

02.O nome da banda é uma adaptação livre sob o nome de Søren Kierkegaard e o primeiro single é homônimo a um dos livros do mesmo, certo? Qual a ligação da banda e sua sonoridade com a obra do autor?
Não há muito misticismo no nosso nome. Beatriz estava numa aula de filosofia e, justamente, Kierkegaard era a pauta naquele dia. Ela nos abordou depois de um ensaio e apresentou a ideia de nomear a banda como “Kiergard”, não houve objeções.
Compartilhamos de algum ou outro pensamento mas não somos totalmente adeptos à sua filosofia.

03.Como vocês veem a cena autoral de Criciúma e do Brasil e quais bandas nacionais vocês acham que valem serem ouvidas?
Particularmente, acredito que a cena autoral de Criciúma ainda é fraca. Parece haver uma filosofia instalada nos residentes da cidade que não deixa o individuo se dispor a ouvir uma música autoral sem ‘cruzar os braços’, ainda mais se for um som que saia dos padrões do rock clássico ou do HC. Vejo poucas pessoas com pouco conhecimento que envolva a cultura musical em si, pouco se consome daquilo que sai do nicho do roqueiro estereotipado. É triste como algumas pessoas não se permitem descobrir o mundo vasto e rico que há nas mais variadas vertentes musicais.
Nesses dez anos que estou no Brasil passei por algumas cidades e posso dizer que Criciúma tem muito a melhorar, mas para alívio de todos, ou pelo menos meu, as coisas parecem estar melhorando. Vejo que de alguns ano para cá tem havido um certa abertura ou uma leve sede de absorver coisas diferentes. Acredito que em alguns anos a cidade vá se tornar mais rica musicalmente.
Acredito que todas as bandas valem ser ouvidas, independentemente de gêneros.

04.Como tem sido a recepção das pessoas sob o trabalho da banda? Vale a pena manter uma banda independente onde o mercado raramente abre as portas pra novos artistas?
O nosso primeiro show foi no 12 Horas Rock e a recepção do público foi incrível, nenhum de nós esperava por isso. De lá pra cá temos feitos poucos shows, tem bastantes fatores mas acredito que há uma barreira com bandas de rock alternativo. Metade dos shows que participamos foram organizado ou tiveram alguma conexão com o Coletivo Murro.
Financeiramente ter uma banda autoral e independente não tem rendido nada além de bebida. Em compensação, área emocional, vem sendo uma experiência totalmente aditiva. Tem seus altos e baixos mas não consigo me ver vivendo sem isto. A banda e o ambiente musical se tornaram essenciais para minha existência.

05.Quais os planos pro futuro? Há material novo pra ser lançado e vocês podem adiantar alguma novidade ou detalhe?
Estamos na produção/gravação do nosso primeiro EP que será intitulado ‘1/4’. Não temos data prevista para o lançamento, até porque está sendo todo produzido por nós mesmo, o que torna o processo ainda mais demorado. Por enquanto é isso que posso adiantar.

06. Algumas palavras complementares para os leitores do Ride Into The sound e fãs da banda?
Primeiramente agradecer pelo espaço e a todos aqueles que tem acreditado no nosso trabalho. Em segundo lugar, mas não menos importante, gostaria de fazer um apelo para quem estiver lendo esta matéria: se permita, a vida é muito curta para seguir rótulos!
Certa vez me perguntaram se eu era roqueiro… respondi “Não, eu gosto de música.”

Rowland S. Howard – Pop Crimes (2009)

712Lqzn01EL._SL1073_

01.(I Know) A Girl Called Jonny 3:51
02.Shut Me Down 4:21
03.Life’s What You Make It 6:43
04.Pop Crimes 7:23
05.Nothin’ 3:51
06.Wayward Man 3:43
07.Avé Maria 4:00
08.The Golden Age Of Bloodshed 4:31

Download

The Fall – The Unutterable (2000)

The_Unutterable

01.Cyber Insekt 3:19
02.Two Librans 3:57
03.W.B 3:30
04.Sons of Temperance 3:47
05.Dr Bucks’ Letter 5:19
06.Hot Runes 2:18
07.Way Round 3:21
08.Octo Realm/Ketamine Sun 5:36
09.Serum 4:56
10.Unutterable 1:05
11.Pumpkin Soup and Mashed Potatoes 2:54
12.Hands Up Billy 2:47
13.Midwatch 1953 5:32
14.Devolute 4:36
15.Das Katerer 2:42

Download

Lightning Bolt – Ride the Skies (2001)

R-355992-1285585372

01.Forcefield 4:01
02.Saint Jacques 4:13
03.13 Monsters 2:48
04.Ride The Sky 4:27
05.The Faire Folk 6:16
06.Into The Mist 2 3:21
07.Wee Ones Parade 5:18
08.Rotator 5:08

Download

Om – Conference of Birds (2006)

1340828712_om-cd

01.At Giza 15:55
02.Flight Of The Eagle 17:27

Download

Greymachine – Disconnected (2009)

R-1882287-1249901814

01.Wolf At The Door 8:08
02.Vultures Descend 9:38
03.When Attention Just Isn’t Enough 6:42
04.Wasted 8:44
05.We Are All Fucking Liars 8:35
06.Just Breathing 5:09
07.Sweatshop 6:56
08.Easy Pickings 8:35

Download

Bourbon Princess – Dark of Days (2007)

bourbonprincessdarkofdays

01.Still Asleep 4:49
02.The Waiting Noon 4:19
03.Blue Kitchen 4:26
04.The Hat 5:20
05.Dark of Days 5:24
06.Cliché 5:28
07.Supergirls Complaint 5:07
08.In Between Songs 5:18
09.Master Manipulator 4:04
10.Minor Key 3:24
11.So Much Time 4:30

Download

Kinski – Airs Above Your Station (2003)

8_394_SPCD620

01.Steve’s Basement 9:54
02.Semaphore 6:06
03.Rhode Island Freakout 3:56
04.Schedule For Using Pillows & Beanbags 11:36
05.I Think I Blew It 7:59
06.Your Lights Are (Out Or) Burning Badly 8:43
07.Waves Of Second Guessing 8:22
08.I Think I Blew It (Again) 2:57

Download

Einstürzende Neubauten – Silence Is Sexy (2000)

1339765654_silenceissexy_2011

01.Sabrina 4:39
02.Silence Is sexy 7:00
03.In circles 2:30
04.Newtons Gravitätlichkeit 2:01
05.Zampano 5:40
06.Heaven Is of Honey 3:54
07.Beauty 1:59
08.Die Befindlichkeit des Landes 5:43
09.Sonnenbarke 7:49
10.Musentango 2:13
11.Alles (Ein Stück im alten Stil)4:43
12.Redukt 10:17
13.Dingsaller 5:46
14.Total Eclipse of the Sun 3:52

Download

Pia Fraus – In Solarium (2002)

R-483196-1303364368

01.400 & 57 03:56
02.Right Hand Traffic 02:55
03.How Fast Can You Love 03:14
04.Outskirts of Me 03:49
05.No Need For Sanity 05:15
06.Octobergirl 03:55
07.The End Of Time And Space Like We Used To Know It Is After You Have Finished Your Tea Approximately At 5:07 pm 03:16
08.Bibabo 02:11
09.On You 04:09
10.Zodalovers 03:51

Download

Morphine – The Night (2000)

Morphine

01.The Night 4:48
02.So Many Ways 4:01
03.Souvenir 4:40
04.Top Floor, Bottom Buzzer 5:43
05.Like A Mirror 5:26
06.A Good Woman Is Hard To Find 4:14
07.Rope On Fire 5:36
08.I’m Yours, You’re Mine 3:46
09.The Way We Met2:59
10.Slow Numbers 3:58
11.Take Me With You 4:53

Download

Yo La Tengo – And Then Nothing Turned Itself Inside-Out (2000)

1

01.Everyday 6:31
02.Our Way to Fall 4:18
03.Saturday 4:18
04.Let’s Save Tony Orlando’s House 4:59
05.Last Days of Disco 6:28
06.The Crying of Lot G 4:44
07.You Can Have It All” (Harry Wayne Casey and Richard Finch) 4:36
08.Tears Are in Your Eyes 4:35
09.Cherry Chapstick 6:11
10.From Black to Blue 4:47
11.Madeline 3:36
12.Tired Hippo 4:45
13.Night Falls on Hoboken 17:42

Download

Shellac – 1000 Hurts (2000)

shellac 1000 hurts

01.Prayer to God 2:50
02.Squirrel Song 2:38
03.Mama Gina 5:43
04.QRJ 2:52
05.Ghosts 3:36
06.Song Against Itself 4:13
07.Canaveral 2:38
08.New Number Order 1:39
09.Shoe Song 5:17
10.Watch Song 5:25

Download

Bardo Pond – Dilate (2001)

R-40061-1328103984

01.Two Planes 7:26
02.Sunrise 5:26
03.Inside 11:43
04.Aphasia 6:02
05.Favorite Uncle 5:58
06.Swig 4:22
07.Despite the Roar 7:07
08.LB 8:31
09.Hum 3:43
10.Ganges 11:23

Download

Nina Nastasia – Dogs (2000)

jukebox

01.Dear Rose 1:32
02.Oblivion 2:15
03.Judy’s In The Sandbox 3:15
04.Underground 3:14
05.A Dog’s Life 2:45
06.A Love Song 3:01
07.Stormy Weather 2:59
08.Smiley 2:56
09.Roadkill 1:55
10.Nobody Knew Her 4:25
11.Too Much In Between 2:33
12.Jimmy’s Rose Tattoo 3:30
13.The Long Walk 3:01
14.All Your Life 3:45
15.4 Yrs 2:48

Download

Snowman – The Horse, the Rat and the Swan (2008)

51oDKJs9YML

01.Our Mother (She Remembers) 2:58
02.We Are The Plague 3:27
03.The Gods Of The Upper House 4:04
04.The Blood Of The Swan 3:43
05.Daniel Was A Timebomb 2:37
06.A Re-Birth 3:25
07.She Is Turning Into You 5:36
08.The Horse (Parts 1 and 2) 6:00
09.Diamond Wounds 6:16

Download

QUINZE DISCOS NACIONAIS

Por Al Schenkel

Do drone e free improviso dos gaúchos da Scafandro e sua estréia auto intitulada ao samba experimental contido no quarto álbum de estúdio dos paulistanos da São Paulo Underground, o Ride Into The Sound joga na roda quinze discos excepcionais que vem mostrando que o país não é apenas um antro de bandinhas genéricas de indie-sambinha-leite-com-pera e cópias aguadas dos Strokes.

Com inserções pelo post-rock, post-punk, math-rock, shoegaze, alt. rock, noise, industrial e afins, este mini-especial reúne artistas de variados estados brasileiros e mostra o atual poder de fogo criativo do underground nacional e a sintonia em termos qualitativos com a produção musical mundial.

Prepare o HD, chame os amigos, estoure umas cervejas e aumente o volume ao máximo que você puder aguentar!

Scafandro “Scafandro” (2013)

scafandro

01.Napalm Sunset 05:06
02.Home Memory 13:51
03.Bikini Island 07:47
04.Airground 15:41
05.Sailing Brick 16:20
06.Braincut 19:57
07.Sunbeast 22:39
08.Worried Glass 11:11
09.Teeth Grinder 13:25

Download / Facebook

Seamus “Red” EP (2013)

seamus

01.Red 06:05
02.When I Quit My Lens 03:43
03.Ambush In The Night 04:26
04.Bloodbrother 04:06

Download / Facebook

Labirinto & thisquietarmy “Labirinto/thisquietarmy” Split (2013)

lab

01.Labirinto – Tahrir 07:02
02.Labirinto – Diluvium 07:49
03.Labirinto – 11 Palmos 05:55
04.. – . 01:00
05.Thisquietarmy – Eclipse 05:44
06.Thisquietarmy – Paths to Illumination 05:33
07.Thisquietarmy – World Protest 05:37
08.Thisquietarmy – Abandonment 05:59

Download / Facebook

Ceticências “Pilow” EP (2013)

a0486461040_10

01.Dew 07:16
02.Pillow 06:27
03.Gale 03:38
04.Eyelids 03:47

Download / Facebook

Bela Infanta “Apenas Cinco” EP (2013)

a3711835451_10

01.Guarde-me Uma Prece Para Amanhã 04:00
02.Bruma 02:43
03.Todas As Tarde De Agosto 03:24
04.Uma Das Três Escadas 03:48
05.Constantina 03:06

Download / Facebook

 Gustavo Jobim & Christian Caselli “Stream” (2013)

a2700080080_10

01.The Stream (O Rio) 08:02
02.White Flag (Bandeira Branca) 08:49
03.Fire in the Mud (Fogo na Lama) 05:57
04.Farewell (Despedida) 03:19
05.Push Moderately (Empurre com Moderação) 07:55
06.The Light (A Luz) 10:42

Download / Facebook

Yeti “Terminal” EP (2013)

sw0113_large

01. 910 – Sweet River/Mercy 2.50
02. 216 – Clay/Pleasures 2.49
03. 713 – Hemetery’s Bomb 4.30

Download / Facebook

Bemônio “Opscurum” (2013)

a2530086546_10

01.OPSCURUM -9 interlúdios 22:56

Download / Facebook

Chinese Cookie Poets “Danza Cava” (2013)

a1157921114_10

01.Ojos de ceniza 04:12
02.Lapetus l’uccello 05:06
03.Il semi-affetto degli argonauti 00:50
04.Tiao Yue 05:17
05.Chang’e III 02:50
06.Passo torvo 04:18

Download / Facebook

Clube Las Vegas “Clube las Vegas” EP (2013)

a1187345507_10

01.A primeira 03:19
02.Sobre a brevidade da vida 02:04
03.A valsa de deus 03:56
04.Envelhecendo lentamente 05:46
05.Oderich 03:24
06.Morris 05:02

Download / Facebook

Jesus And The Groupies “Hot Chicks and bad DJs” (2013)

a3486217537_10

01.Boogie Medicine 02:36
02.She Steps on the Gas 02:30
03.Hot Chicks and Bad Djs 01:38
04.Judah’s Kiss 02:06
05.Mr. Jealous Man 03:23
06.Dedication and Morphine 01:58
07.Crack House 03:31
08.Nick The Stripper 03:34
09.Jesus Autograph 02:09
10.Wild Thing 02:20
11.Emily 03:15
12.Around You 03:29
13.J.C. Boogie Reprise 02:40

Download / Facebook

Barulhista “Café Branco” (2013)

a3473191199_10

01.a lufa 04:39
02.Colo-paradeiro 06:12
03.Malevich 07:59
04.Passàrgada 06:16
05.Nonada 06:43

Download / Facebook

The Us “Free Fall” EP (2013)

a2508830195_10

01.Bad Seeds 03:58
02.I Can´t Scream For Help 04:31
03.Free Fall 02:58
04.Final Song 04:16

Download / Facebook

Top Surprise “Klouds” EP (2013)

a0608718753_10

01.K-complex 01:13
02.Ready for the Haze 02:35
03.Klein Blues 03:10

Download / Facebook

São Paulo Underground “Beija Flors Velho e Sujo” (2013)

a3298727306_10

01.Ol’ Dirty Hummingbird 04:34
02.Into The Rising Sun 02:34
03.Arnus Nusar 07:46
04.Over The Rainbow 03:05
05.Evetch 02:31
06.Six-Handed Casio 04:04
07.The Love I Feel For You Is More Real Than Ever 03:15
08.Basilio’s Crazy Wedding song 03:00
09.A Árvore De Cereja É Ausente 03:00
10.Taking Back The Sea Is No Easy Task 04:34

Download / Facebook

Tragic-Mulatto-locos-01

01. Freddy 5:25
02. Untitled
03. Underwear Maintenance 3:44
04. Sexy Money 5:15
05. Monkey Boy 3:30
06. Potato Wine 3:38
07. Swineherd In The Tenderloin 3:44
08. Twerpenstein 4:28

Download

Por Al Schenkel

Com três álbuns de estúdio, uma compilação, um EP e um single lançados pela Alternative Tentacles de Jello Biafra, o Tragic Mulatto foi uma banda de vida curta nascida em San Francisco, na Califórnia. Formada por Fluffy, Blossom, Flossy, Sweetums and A Piece of Eczema, o quinteto permaneceu na ativa entre meados dos anos 80 e início dos 90.

Dotados de um humor escatológico, apresentações bizarras e com letras carregadas de temas sexuais, o Tragic Mulatto foi uma das bandas mais genialmente insanas já surgidas em território norte americano, rendendo comparações aos contemporâneos da texana Butthole Surfers: “Butthole-esque rhythmic chaos”.

Apesar das críticas elogiosas durante o curto tempo em atividade, a banda sempre permaneceu injustamente as margens do mainstream, mas como o Ride Into The Sound tem como um dos principais objetivos trazer a tona estes tesouros esquecidos, deixo-lhes com Locos Por El Sexo, segundo álbum deste esporro sonoro e recentemente descoberto por este que vos escreve.

a1316713436_10

1.Ars Phoenix – Cold (The Cure) 05:19
2.Bela Infanta – Outono (Violeta de Outono) 03:40
3.The Underground Youth – Second Skin (The Chameleons) 07:28
4.Poemas de Maio – Reptile (The Church) 05:05
5.Sleepmask – Nine While Nine (The Sisters of Mercy) 05:00
6.Ecos D´Alma – Gregor (Kafka) 04:12
7.Blacanova – She´s in Parties (Bauhaus) 04:46
8.Jardim do Silencio – Wide Receiver (The Sisters of Mercy) 06:40
9.Bloody Knives – Disorder (Joy Division) 03:36
10.Hermetic Delight – The Funeral Party (The Cure) 02:52
11.Teenage Sin Taste – She Lost Control (Joy Division) 04:12
12.Depression – Crystal (New Order Remix) 02:31

Download / Site

Por Al Schenkel

The DªRK and CºLD Sounds of The Blog That Celebrates Itself, lançada em 22 de julho deste ano é mais uma empreitada certeira de Renato Malizia a frente do selo paulistano independente The Blog That Celebrates Itself Records.

Somando um total de doze artistas, entre eles nacionais e gringos, a coletânea traz versões para clássicos oitentistas do post-punk e darkwave internacionais imortalizadas por bandas como The Cure, Joy Division, Bauhaus e The Sister of Mercy, além de releituras para os clássicos nacionais “Outono”, da paulistana Violeta de Outono e interpretada pela Bela Infanta; e “Gregor”, da também paulistana Kafka e interpretada pela Eco’s da Alma.

The DªRK and CºLD Sounds of The Blog That Celebrates Itself é vem de uma iniciativa louvável de Malizia resultante do seu amor pela música e pode ser adquirido em formato físico pelo preço de oito dólares no bandcamp do selo, aqui.

Ajude a Lautmusik a levantar fundos para a conclusão de seu segundo videoclipe. A música escolhida para o trabalho é Tugboat, faixa do disco Lost in the Tropics, lançado em 2011 e a ajuda vai de R$ 15 a R$ 1 mil, tendo em cada quantia uma premiação relacionada. Assista o vídeo acima e abaixo você poderá conferir o objetivo em detalhes para o crowdfunding. O Site para a colaboração direta é este aqui: Catarse.

O PROJETO
Em 2011 lançamos nosso primeiro clipe, realizado pelos parceiros da Baxada Nacional. Ficamos contentes com o resultado, mas nem sonhávamos com o que ainda estava por acontecer. Num belo dia recebemos uma ligação: era uma produtora dizendo que a banda estava sendo cotada pra abrir pro The Cure no Brasil. “Tem material pra mandar pro Robert Smith? Tem que ser vídeo.” Ele viu o clipe, gostou e nos chamou pra abrir o show de SP – um grande feito pra uma banda independente! Queremos fazer outro vídeo, porque quem sabe o que mais pode acontecer de bom a partir dele?

A BANDA
A LAUTMUSIK foi formada no outono de 2006 em Porto Alegre. Depois de 2 EPs, “Black Clouds with Silver Linings” (2007) e “A Week of Mondays” (2008), lançamos no final de 2011
 nosso primeiro álbum, “Lost in the Tropics”, produzido por Eduardo Suwa
 e masterizado nos EUA por Black Dog Studios. O disco foi incluído nos 
Top 10 de 2011 da Trama Virtual e em várias listas de melhores do ano
 em todo o Brasil, e concorreu ao Prêmio Dynamite 10 Anos na categoria
 melhor álbum de rock. Também no fim de 2011, lançamos nosso primeiro clipe, “Mai”, que entrou na programação da MTV Brasil, Canal
 Brasil e PlayTV e também apareceu na NME online. Em 2012 abrimos dois shows internacionais – o dos suecos do The Radio Dept. no Beco SP e o dos novaiorquinos do A Place to Bury Strangers no Beco POA. Em 2013, a Laut foi escolhida por Robert Smith pra abrir o show do The Cure na Arena Anhembi, em SP.

O PROJETO
A música escolhida é Tugboat, do álbum Lost In The Tropics, que é “uma metáfora sobre o rebocador, que consegue conduzir um navio muito maior do que ele próprio – uma vez o navio esteja num porto seguro, ou em mar aberto, cada qual segue o seu caminho. É algo que acontece bastante, mas às vezes nem notamos: todo mundo pode aprender e ensinar alguma coisa em praticamente qualquer situação da vida”.

Para realizar este projeto, buscamos mais uma vez a parceria da Baxada Nacional Filmes, responsável por nosso videoclipe de estreia. A produtora tem em seu currículo a realização de vários vídeos e foi indicada ao VMB 2009 de melhor clipe do ano com a música “Casa Abandonada”, da banda gaúcha Pública.

Importante! Nem a banda nem a produtora vão ser remunerados pelo clipe – só orçamos no projeto os custos de produção.

Estimativa de custos para realização do clipe:
Equipe Técnica R$ 1.000,00
Produção R$ 1.000,00
Luz R$ 2.000,00
Arte e Figurino R$ 500,00
Alimentação R$ 500,00
Execução R$ 1.000,00
Taxas e Impostos R$ 750,00
13% Catarse R$ 1.010,00

TOTAL R$ 7.760,00

Links de referência:
http://www.facebook.com/Lautmusik
http://www.soundcloud/lautmusik
http://www.baxadanacional.com.br

Ficha Técnica:
Realização: Baxada Nacional Filmes
Direção e Roteiro: Filipe Barros
Direção de Produção: Lucas de Andrade
Direção de Fotografia: Eduardo Rosa
Edição e Finalização: Filipe Barros
Produção: Pedro Ivo Borges

dreamdecay

01. Nveedle 7.39
02. Nvun 1.58
03. Strinvg 2.28
04. / 3.09
05. Ceilinvg Fan 3.18
06. Emptynv 6.27
07. Perpetualnv 2.24
08. \ 8.33

Download / Buy

Por Al Schenkel

Após uma grande estréia através do EP Fern, lançado em 2012, o Dreamdecay trouxe a tona seu primeiro full-lenght no último 23 de maio deste ano. NVNVNV marca a mudança da banda para a Iron Lung Records, selo especializado em punk, hardcore e noise-rock situado em Seattle, cidade de origem da banda.

Formada em 2011 por Gallego, Merz, Clackley e Gaziano, o quarteto despeja em pouco mais de trinta minutos oito canções pós-apocalípticas  em um dos registros mais caóticos do ano até o momento.  NVNVNV reúne notáveis assimilações em sua essência com a sonoridade de bandas como Swans,  Pissed Jeans, Sonic Youth e Jesus Lizard, infundindo uma catarse explosiva e ruidosa da primeira até a última microfonia.  Altamente recomendado.

 

81j7wGLUJML._AA1500_

Disc One

01.The Jam – In The City 2:12
02.Buzzcocks – What Do I Get? 2:49
03.Generation X  – Youth Youth Youth 3:48
04.The Stranglers – No More Heroes 3:11
05.The Adverts– Gary Gilmour’s Eyes 2:15
06.The Slits – Love And Romance 2:24
07.XTC – Science Friction 3:20
08.Dr. Feelgood – She’s A Wind Up 1:56
09.Tom Robinson Band – Don’t Take No For An Answer 4:00
10.Ian Dury & The Blockheads – Sex, Drugs & Rock ‘N’ Roll 4:05
11.Adam & The Ants – Deutscher Girls 2:36
12.Siouxsie & The Banshees – Hong Kong Garden 2:40
13.The Only Ones – Another Girl Another Planet 2:56
14.The Undertones – Get Over You 2:55
15.The Rezillos – Top Of The Pops 3:06
16.The Flys – Love And A Molotov Cocktail 2:41
17.The Members – Sound Of The Suburbs 3:46
18.Stiff Little Fingers – Alternate Ulster 2:51
19.Skids – The Saints Are Coming 3:14
20.The Angelic Upstarts – We Are The People 3:57
21.The Ruts – S.U.S. 3:15
22.999 – Homocide 4:08
23.John Cooper-Clarke – Reader’s Wives 2:08

Download

Disc Two

01.Penetration – Movement 3:05
02.Monochrome Set – Goodbye Joe/Strange Boutique 5:06
03.Wire – The Other Window (Original Version) 2:19
04.Magazine – Light Pours Out Of Me 4:17
05.Joy Division – Transmission 3:54
06.Killing Joke – Wardance 3:44
07.The Human League – Being Boiled 4:21
08.Orchestral Manoeuvres In The Dark – Messages 4:07
09.The Psychedelic Furs – Sister Europe 5:08
10.Simple Minds – Premonition 5:32
11.Public Image Limited – Poptones 4:31
12.Steel Pulse – Jah Pickney (Rock Against Racism) 3:40
13.Aswad – It’s Not Our Wish 3:43
14.UB40 – Food For Thought 4:47
15.The Special A.K.A – Gangsters 3:00
16.Madness – The Prince 2:33
17.The Selecter – Street Feeling 3:16
18.The Beat – Ranking Full Stop 3:03

Download

As famosas Peel Sessions, gravações de artistas ao vivo no programa do DJ inglês John Peel na BBC, ganharam em 2011 uma coleção dedicada a um dos períodos mais criativos e interessantes da música pop.

“Movement – BBC Radio 1 Peel Sessions 1977 – 1979″ faz em 41 faixas uma espécie de registro da diversidade e importância do programa em um momento em que a música britânica fervilhava. A seleção tem nomes –então novos– do punk, pós-punk, reggae, ska e veteranos do pub rock em apresentações exclusivas nos estúdios da BBC para o programa de Peel.

The Jam, Buzzcocks, Siouxsie and The Banshees, Stiff Little Fingers, Joy Division, Simple Minds, Public Image Limited, Steel Pulse, Madness e Human League são apenas alguns dos artistas que contribuem com faixas para a compilação. Há ainda nomes menos conhecidos, como Tom Robinson Band e The Flys, que servem como exemplo para o ecletismo do programa. Bastava sua música cair no gosto do DJ para ganhar espaço.

“Movement” é o primeiro volume de uma série com os arquivos das Peel Sessions que a BBC e a EMI prometem para os próximos meses.

Até a morte do radialista, em 2004, ter sua música tocada no programa e ser convidado para gravar uma Peel Session era algo almejado por muitos artistas, novos ou não. O DJ Marc Riley, que assina o texto no encarte do lançamento, diz que “se John não tocasse seu disco, os dias de sua banda estavam praticamente contados.” Pode parecer exagero, mas dá uma ideia da dimensão e importância de Peel para a formação de diferentes gerações de bandas e ouvintes.

Em mais de 40 anos de carreira, John Peel nunca perdeu o interesse pelo novo e diferente. Em seu programa era possível ouvir na mesma noite, e em sequência, uma banda de indie pop, um death metal, um tecno hardcore e um clássico do reggae. Tudo junto e fazendo sentido.

 

Texto escrito originalmente por Fernando Kaida, no site da Uol.

Inky “Parallels EP” (2013)

Publicado: 13 de abril de 2013 em Electronica, New-Wave, Post-Punk
Tags:,

artworks-000038317966-b7fkqr-t500x500

01. Nightbirds 2.59
02. Baião 4.46
03. Howlin’ to the Moon 3.42

Download / Facebook

Formada em São Paulo, em 2010, a banda Inky de Luiza Pereira, Guilherme Silva, Stephan Feitsma e Victor Bustani liberaram no início deste ano para audição e download através do seu perfil no soundcloud seu primeiro registro, o EP de três faixas intitulado Parallels. A sonoridade da banda flerta diretamente e principalmente entre o rock e música eletrônica, carregando também leves nuances de post-punk e new wave entre uma canção e outra.

Com a produção do disco assinada pela dupla Clickbox e masterizado pelo americano Brian Lucey, que já trabalhou com nomes como David Lynch, Sigur Rós e The Runaways, em 2011 o quarteto também foi responsável pelo show de abertura para o LCD Soundsystem no Brasil, além de gravarem na Holanda a canção No One’s Town, com participação da Metrópole Orchestra e do renomado produtor Steve Lillywhite (U2, Rolling Stones, Talking Heads), resultado de uma promoção da marca Phillips.

Confira logo abaixo Nightbirds, Baião e Howlin’ to the Moon, as três ótimas faixas presentes no  Parallels. Belíssima estréia!

Assista e ouça também Inky ft. Metropole Orchestra and Steve Lillywhite – No One’s Town